Banner 01
Banner 02
Banner 03
Banner 06
Banner 05
Banner 06
previous arrow
next arrow

PAAF da tireoide e região cervical guiada por ultrassom

Sobre o curso

Conteúdo programático - aulas teóricas

  • MÓDULO 1 
  • Descrição dos nódulos tireoidianos conforme nomenclatura do ACR TI-RADS.
  • Identificação de características suspeitas para malignidade em nódulos tireoidianos.
  • Classificações TI-RADS e ATA 2015 e as indicações para punção por agulha fina.
  • Identificação de características atípicas em linfonodos cervicais.
  • Anatomia da região cervical.
  • O que é a punção por agulha fina e que tipo de material estamos colhendo.
  • Tipos de agulha utilizados.

 

MÓDULO 2

  • Visão geral do procedimento de punção por agulha fina, códigos dos procedimentos, orientações ao paciente, termo de consentimento, material necessário e adequado posicionamento do médico e paciente.
  • Técnica de anestesia local.
  • Técnica de punção por agulha fina incluindo a obtenção do material e deposição na lâmina.
  • Ajustes no aparelho de ultrassom e no posicionamento para melhor visualização da agulha
  • Como realizar o esfregaço da forma correta, sem danificar o material obtido
  • Potenciais complicações da PAAF (hematomas e punção da carótida) e como tratá-las.
  • Como elaborar o laudo do procedimento e como realizar o pedido do exame citopatológico.
  • Conhecer a classificação de Bethesda usada nos resultados citopatológicos da punção de nódulos tireoidianos e o significado das categorias.
Carga Horária: 12 horas
Dr. Manuel Schutze
Aulas teóricas online e práticas presenciais

Público Alvo

  • Médicos radiologistas e ultrassonografistas que já realizam ultrassom da tireoide e região cervical e que desejam realizar a PAAF
  • Médicos endocrinologistas que realizam PAAF e desejam realizar o procedimento guiado por US
  • Médicos cirurgiões de cabeça e pescoço que queiram utilizar a técnica de PAAF guiada por US para diagnósticos minimamente invasivos.

Objetivos

  • Conhecer as características de nódulos tireoidianos e linfonodos suspeitos
  • Conhecer quando deve ser indicada a punção conforme normas publicadas pelo Colégio Americano de Radiologia (ACR) e Associação Americana da Tireoide (ATA)
  • Conhecer as agulhas e os materiais utilizados na punção
  • Aprender e praticar a técnica correta de punção visando obter o máximo de material de qualidade diagnóstica
  • Conhecer o posicionamento correto, os ajustes no aparelho e a técnica para melhor visualização da agulha
  • Aprender e praticar a preparação das lâminas (esfregaço) da forma correta para análise citopatológica
  • Conhecer potenciais complicações do procedimento e como tratá-las
  • Aprender a elaborar o laudo do procedimento e o pedido de análise citopatológica.

Conteúdo programático - aulas práticas